Quarta, 16 de agosto de 2017
"Quem se fixa na escuridão não consegue ver o brilho e a exuberância das estrelas" (Ap. Sinomar).

O Trono do Universo é Uma Cruz

Analisar os 12 pontos abaixo:
 
1 – Através do calvário, Deus está nos dizendo: Este é o trono do universo. Não somente para Cristo, mas para todos nós. A cruz é o único caminho do poder, da autoridade e do Governo para todos nós.
 
2 – Satanás desafiou esse princípio e perdeu. Deus nos desafia a usar o mesmo princípio que Jesus usou em todas as circunstâncias da vida. Muitos preferem descer da cruz a fim de salvar o “eu” e se enveredam pelo caminho da perdição. Acabam perdendo a coroa.
 
3 – Só os que permanecem na cruz têm autoridade sobre Satanás. Isso significa abdicar-se da idéia de querer promover o ego.
 
4 – Ler Mateus 27:39-42 – Descer da cruz.... Satisfazer o Ego (analisar).
 
5 - Satanás ofereceu a Jesus uma conquista sem cruz. Jesus recusou. Ex.: A tentação no monte, todos os reinos e sua glória (analisar).
 
6 – A proposta de Satanás: Uma conquista sem morte; uma coroa sem cruz. Exaltação sem humilhação. Mas Jesus nunca foi de tomar atalho. Hoje há um evangelho muito barato sendo pregado por aí. Sem compromisso.
 
7 – Quando Jesus disse que iria para Jerusalém para enfrentar a cruz, Pedro disse que aquilo seria uma tragédia. Seria anular o ministério. Na realidade, a ambição de Pedro é que seria frustrada. Pedro tinha uma visão apenas temporal das coisas. Jesus disse: Arreda, satanás!
 
8 – Na hora fatal da agonia na cruz, a tentação reaparece: Se és filho de Deus, desce da cruz! Jesus podia perfeitamente fazer aquilo (Mt 26:53-54). Jesus foi tentado a descer da cruz quando bebia o amargo cálice do Calvário. Mas algo indescritível estava em jogo, afinal, se Jesus descesse daquela cruz, perderia o trono. Havia uma grande expectativa nos céus: Naquele momento Satanás seria derrotado, ou seria um vencedor. Mas Jesus triunfou (Cl 2:15). Lembremo-nos: Não há dois caminhos: um para Jesus e outro para nós. Falar de dois caminhos é uma fraude satânica.
 
9 – Cristo reina hoje porque Ele foi à cruz e ali ficou até à morte, liberou Sua vida para o mundo. Isso não é apenas uma verdade histórica, mas também uma verdade moral (Rm 6:4-6). “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou em quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gl 2:20). Todos os crentes participam da morte de Cristo e o caminho da autoridade plena – o caminho do trono, o caminho da vida abundante – é o mesmo caminho que Jesus palmilhou. Lembre-se: O caminho do trono, da glória e da plena autoridade passa pela cruz: humilhação, perseguições, dificuldades, etc. Quando decidimos nos entregar de corpo e alma a uma consagração total, purificados da mente carnal e cheios do Espírito concordamos em que o nosso “velho homem” seja judicialmente crucificado, de maneira real e verdadeiramente pregado na cruz.
 
10 – Quando Deus vê a nossa sinceridade, Ele aceita o nosso sacrifício. Então aqui começa a batalha. Satanás logo dá um grito de protesto. Alguém crucificado com Cristo possui o verdadeiro poder e libera a verdadeira energia espiritual. Não falo de poder financeiro, falo de poder de Deus. Poder de amar, ter compaixão, poder para encarar o inimigo, poder de enfrentar tribulações com grandeza, etc.
 
11 – Pedro ainda não tinha revelação da cruz, por isso disse a Jesus: “Senhor, isso de modo algum de acontecerá”. Jesus disse: “Arreda, Satanás”! E disse ainda a Pedro: “Você está na carne; você não entende os propósitos de Deus”. Satanás não quer que a nossa carne morra. Ele se alimenta da nossa carne: cobiça, ciúme, prostituição, mentira, inimizade, orgulho, vaidade, impureza e tantas outras manifestações. Deus disse à serpente: “Comerás pó todos os dias da tua vida” (Gn 3:14b). O maligno argumenta: Você é muito importante para ser encravado numa cruz. A cruz é um erro; ela vai anular o seu ego – o seu “eu”. Paulo: Não “eu” vivo, mas Cristo vive em mim. Olha, diz o inimigo: “Eu tenho um conselho: Apenas freqüenta a Igreja aos domingos e está ótimo. Deixa esse negócio de consagração e cruz para os pastores”. Desta forma o maligno te mantém vivo. Se o grão de trigo não morrer, não pode produzir frutos para Deus.
 
12 – Mas Jesus sabia que o seu trono era uma cruz e não se deixaria desviar. Paulo disse: “Sede meus imitadores, como eu sou de Cristo”. Satanás sempre fará todo o possível para evitar que a pessoa vá à cruz em plena consagração para a morte do ego. Só a cruz pode aniquilar a velha natureza. “SE A NOSSA VELHA NATUREZA MORRER, SATANÁS FICA SEM COMIDA”. Parece-nos ouvir todo dia: “Salva-te a ti mesmo e desce da cruz”. Essa é a voz do inimigo. Mas qual a Palavra de Jesus? Em Mateus 16:24-25 Jesus argumenta: “De que adianta ganhar tudo”? Quem está fora da cruz quer ganhar o mundo. Quem está na cruz quer fazer a vontade de Deus, mesmo que tenha de morrer. Não há vitória sem cruz. Vale a pena ganhar o mundo? Vale a pena viver sem cruz ou descer da cruz?
 
A cruz é o maravilhoso plano de Deus para nos salvar. Inclusive para nos salvar de nós mesmos: Vida egocêntrica, vida independente, vida amargurada. Tudo é falta de cruz. Não há santificação sem cruz. É preciso tomá-la diariamente: “Todo dia eu morro”, dizia Paulo. Isso é consagração a Deus.
 
Há falta de profundidade no Cristianismo hoje, pois os chamados “filhos de Deus” abandonaram a cruz e querem um evangelho falso, prometido por Satanás: Muito dinheiro, fama, vida sem problemas, etc. Muitos crentes perderam a sua identidade, pois se desviaram da cruz .
 
E quanto a você? Onde está a cruz em tua vida?
 
 
 
O Ap. Sinomar Fernandes é fundador e presidente
do Ministério Luz Para os Povos
© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb