Quinta, 19 de outubro de 2017
"A adoração que mais impressiona a Deus, às vezes, vem sem palavras" (Ap. Sinomar).

Cristo na Vida e na Experiência do Cristão

Conforme Colossenses 3:4, a vida do cristão é Cristo e somente aquele que está enxertado n’Ele possui vida real. Como podemos viver uma vida triunfante de santidade?
 

 

  • Alguns acham que resolvendo o problema do mau gênio se tornarão santos e vitoriosos... mentira... desamor.
  • Muitos procuram ser gentis e pacientes e profundamente humildes, pois acham que por aí virá a vitória. Ex.: “Senhor, ajuda-me aqui agora, senão eu mato fulano de tal...”.
  • Outros procuram ler muito a Bíblia e orar de madrugada. Seguir as doutrinas da Bíblia, vida reta, etc., pois acham que fazendo assim serão vitoriosos.
  • Outros advogam a idéia de matar o ego, vencer a carne e o mundo e assim conseguirão santidade plena.
  • Outros buscam poder, buscam milagres, pois acreditam que esse é o caminho de uma vida abundante.

 

Temo desapontá-los, mas as cinco pressuposições que acabo de citar não nos conduzirão à plena santidade e vitória que tanto procuramos. O segredo é o seguinte: CRISTO É A NOSSA PRÓPRIA VIDA. ISSO, SIM, É VITÓRIA. Este é o caminho da santidade.

 

Declare isso: Vida vitoriosa, santa e perfeita é o próprio Cristo vivendo em nós. “Sem mim nada podeis fazer”. Fora de Cristo não temos nada.

 

De acordo com Colossenses 1:18, Cristo deve ter a preeminência em todas as coisas. Vida vitoriosa não é uma coisa, como por exemplo, gentileza, paciência, poder, ou coisas semelhantes. Mas é o Cristo vivo, vivendo, agindo e se expressando através de nós. Cristo não é o suplemente de uma deficiência.
 

Não temos falta de fé ou de amor, mas de uma pessoa viva vivendo e habitando em nós (Fp 4:13): “TUDO POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE”.

 

Repetir: Falta de amor é falta de Cristo. Falta de humildade é falta de Cristo. A Bíblia é clara: “Aquele que não ama nunca conheceu a Deus” (embora conheça o que Deus faz) – I João 4:8. O segredo é Cristo em nós.

 

O eterno propósito de Deus sempre foi um só: introduzir seu Filho para dentro de nós, para se expressar e se comunicar através de nós. A Bíblia afirma que fomos predestinados a ter a mesma imagem de Jesus.Paulo disse: “Não mais eu vivo, mas Cristo vive em mim”. Isso era realidade na vida de Paulo. Se ainda não podemos dizer: “Cristo vive em mim” então ainda não estamos cumprindo o propósito de Deus.
 

Quero dizer o seguinte: Matar o ego, por exemplo, é um tipo de exercício do reino e é fechar as portas para Satanás, mas não é isso que é santidade, como julgam alguns. Santidade é Cristo. Cristo primeiro, no centro. Aqui está o plano de Deus: Cristo se movendo na terra através do Seu povo. Hoje Cristo vai amar o mundo através de Sua Igreja. Cristo vai abençoar, curar, salvar, através do Seu corpo.

Se Deus apenas nos concedesse poder, seríamos apenas pessoas poderosas, nada mais. Isso não é Cristo tendo a preeminência em nossas vidas.
 

Em I Coríntios 2:2 diz: “Decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo”. Vamos entender uma coisa: a razão porque não temos poder é que não somos suficientemente fracos, pois o poder verdadeiro “aperfeiçoa-se na fraqueza” (II Co 12:9). O propósito de Deus não é ter filhos poderosos. Cristo quer ser o poder em nós. Fora de Cristo não existe nada. Fora de Cristo todo poder é artificial e até mesmo forjado. Uma Igreja pode ser tão bem organizada que independa de Cristo para existir. Hudson Taylor afirma que era um pregador comum até que teve a revelação de João 15:5: “Sem mim nada podeis fazer”. O propósito de Deus é colocar-nos em Cristo e é n’Ele que seremos mais que vencedores.
 

Muitos buscam poder. Por que não buscam a Jesus? Jesus era o único assunto do ministério de Paulo. Vejam como ele diz isso: “Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós” (II Co 4:7).
 

Cristo quer pensar com a nossa mente, andar com os nossos pés, amar com nossos corações, amém? Cristo vai ganhar o Brasil pela Igreja.
 

Muitos oram: “Senhor, ajuda-me a vencer esse pecado!”. Nossos pecados já foram vencidos há dois mil anos atrás, na cruz. O que precisamos agora é deixar que Cristo viva em nós e vença por nós o pecado, a carne, o mundo e o diabo.É Deus quem luta a nossa guerra. Veja o exemplo de Gideão e seus trezentos soldados. Leia também Isaías 26:12.
 

Gálatas 2:20 afirma que não só a vida, mas a Sua fé também entra em nós. A mesma qualidade de fé que operava em Jesus, opera hoje em nós. Portanto, o que precisamos não é de buscar coisas, mas precisamos de Cristo, da Sua plenitude. Amém?
 

Para que isso se cumpra temos de passar pela cruz e acabar com todo resquício de vida natural que ainda existe em nós. A igreja deve viver no âmbito da transfiguração, ou seja, vitoriosa (Mt 17).

Por que temos de morrer? Porque o nosso fim é a oportunidade de Deus. Quanto menores somos, mais espaço Deus tem em nós.
 

Deus não quer apenas nos salvar, Deus quer nos governar. Há cristãos perdoados, mas não transformados.

 

Declare: Deus só se expressa através de vidas inteiramente consagradas a Ele.

 

Se Jesus não é Senhor de nossas vidas, jamais transbordaremos. Jamais conheceremos o gozo da Sua presença. Ele disse: “Por que me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que vos mando”? (Lc 6:46). Senhor! Aqui não se trata apenas de mudar o nosso vocabulário. Trata-se de uma mudança radical de vida e de atitude. Jesus só é Senhor daqueles que vivem com alegria debaixo do Seu senhorio. Jesus: “Não sou Senhor de quem não me obedece”.
 

A palavra “Senhor” aparece seiscentas vezes na Bíblia. Quem quer dizer: “Hoje Cristo assume o governo da minha vida”?Cristo quer ter um corpo na terra, através do qual possa cumprir todos os desígnios de Deus.
 

Jesus é a Arca da Aliança. Enquanto a Arca estava no meio do povo, ninguém podia vencê-lo. O inimigo podia ser como a areia do mar. Poderoso e estrategistas, mas seriam vencidos.

Cristo é a nossa vitória. Só há uma maneira da Igreja recuperar a vida, a santidade, o poder: Cristo vivendo em nós.
 

Cristo quer o trono da nossa vida. Isso fará uma grande diferença. Quem aceita o desafio?

O Ap. Sinomar Fernandes é fundador e presidente
do Ministério Luz Para os Povos

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb