Domingo, 22 de outubro de 2017
"As oportunidades surgem para todos, mas à porta de cada uma está escrito: Empurre!" (Ap. Sinomar)

O OBJETIVO DA NOSSA VERDADEIRA IDENTIDADE EM CRISTO

  

Ao analisarmos o capítulo 4 de Efésios, precisamos entender que provavelmente essa carta foi escrita por Paulo endereçada aos recém-convertidos de origem pagã ou judaica que enfrentavam a tentação de retornar a seus antigos e pecaminosos hábitos de vida.

Paulo quer lembrá-los de viver segundo o padrão de Jesus em santidade e justiça mediante o poder do Espírito Santo. Que verdade tão poderosa era pregada por Paulo a ponto de líderes espirituais, políticos e econômicos se oporem a ele e o desprezarem? O que seus ensinos tinham de tão ameaçadores a uma cultura importante e duradoura como a do Império Romano?

 

Lembre-se que o foco dessa série é: NOSSA IDENTIDADE EM CRISTO!

 

Embora o capítulo 4 tenha muitos ensinamentos correlacionados, iremos nos deter em 3 (três) destaques desse capítulo:

1-    UNIDADE DA FÉ

2-    O APERFEIÇOAMENTO DOS SANTOS E A EDIFICAÇÃO DO CORPO DE CRISTO

3-    VIDA CRISTÃ NA PRÁTICA – VIVENDO DE MODO CONDIZENTE COM O QUE ELE FEZ POR NÓS!

 

E aí precisamos entender que não nos tornamos cristãos vivendo a vida cristã. ANTES, somos exortados a vivermos uma vida cristã porque somos CRISTÃOS. Que as nossas vidas estejam de acordo com a nossa posição em Cristo. (Fl. 1:27).

 

O Apóstolo Paulo se concentra nos dons que tem um papel fundamental na vida da Igreja. Que chamaremos de DONS DA PALAVRA (Vv. 11). São dons vitais para a existência da Igreja e para seu funcionamento. À semelhança do corpo humano, que é muito complexo e com muitos órgãos, existem alguns órgãos sem os quais não funcionaria. (Coração, Pulmão, Cérebro). Uma pessoa pode até viver sem 1 pé, sem 1 braço, sem 1 orelha... Mas, sem esses órgãos essenciais não viveria.

 

Deus então concedeu dons à Igreja. Mas, alguns dons são essenciais para a existência e manutenção da Igreja. Não são TÍTULOS, são DONS!

 

1 – DEUS TEM UM ALVO, UM PROJETO PARA SUA IGREJA NESSE MUNDO!  Esse propósito nada mais é que a PERFEIÇÃO!

 

Deus quer que sejamos perfeitos:

- doutrinariamente,

- espiritualmente,

- moralmente.

Como isso deve acontecer é outro assunto. Mas, esse é o propósito de Deus para a Igreja.

 

 

Como esse projeto se desenvolve?

 

1.1  ATÉ QUE TODOS CHEGUEMOS À UNIDADE DA FÉ.

Deus deu esses dons à Igreja porque Ele quer que seu povo creia nas mesmas coisas:

- Que Jesus Cristo é o Filho de Deus.

- Que Ele morreu pelos nossos pecados.

- Que Ele ressuscitou ao 3º dia. Que Ele subiu aos céus.

- Que pela fé em Jesus temos o perdão dos pecados, salvação e vida eterna.

É nisso que todos nós devemos crer. O alvo então da Unidade da Fé é que toda a Igreja (Crianças, Jovens, Adultos, Idosos) creia nessas verdades.

 

1.2  – DEUS QUER QUE CHEGUEMOS AO PLENO CONHECIMENTO DO SEU FILHO.

Nós já conhecemos seu Filho. Se nós não O conhecêssemos, nem filhos de Deus poderíamos ser. Mas, Deus quer que cheguemos ao PLENO conhecimento. Mais profundo e completo.

E quem é Jesus Cristo? O que ele fez por mim? O que representa a sua Cruz, a Sua Graça? O que representa eu estar unido a Ele? O poder da ressurreição? Deus quer que nos aprofundemos em conhecer mais a pessoa de Cristo.

 

1.3  A PERFEITA VARONILIDADE – A MEDIDA DA ESTATURA DA PLENITUDE DE CRISTO.

Se as duas primeiras metas eram doutrinárias (Unidade da Fé e Conhecimento de Cristo). Essa aqui é uma META PRÁTICA. Até que todos sejamos como Cristo, como Ele viveu, como Ele andou...

O padrão que nos foi apresentado foi bem alto – CRISTO! Deus quer que cheguemos lá!

Quando alcançarmos isso o que acontecerá?

Não mais seremos como meninos, agitados de um lado para o outro. Ou seja, o que Deus quer de nós é MATURIDADE, CONSTÂNCIA.

 

 

2      – A MAIOR BARREIRA PARA QUE ESSE ALVO SEJA ALCANÇADO É O ERRO!

 

Daí surge as falsas doutrinas. As heresias.

Por que isso é a maior barreira? Porque a Igreja de Cristo se edifica na verdade. O erro irá desviar os crentes dessas verdades. Cristo é o nosso padrão

 

3      – O CAMINHO DE DEUS FOI DAR À IGREJA HOMENS QUE CONHEÇAM, CREIAM, DEFENDAM E DIVULGUEM A VERDADE (Vv. 11 e 12 – Ministérios)

 

Qual foi o caminho de Deus para que a Igreja seja edificada na verdade e fuja do erro? Foi dar pessoas com o DOM DA PALAVRA. (Apóstolos, Profetas, Evangelistas, Pastores e Mestres).

Dons essenciais para edificar a Igreja. Esses dons conseguem barrar o erro.

Qual é a missão desses dons?

- Aperfeiçoamento dos santos.

- Desempenho do seu serviço

- Edificação do Corpo de Cristo.

 

4      – É DEVER DOS SANTOS SEGUIR A VERDADE ENSINADA. 

 

Aqui entra a prática de uma vida cristã.

Os ensinamentos que recebemos devem produzir em nós uma mudança de vida genuína. É um despojar do Velho Homem e um renovar no espírito do nosso entendimento (Vv. 23). É revestir de um Novo Homem, criado segundo o padrão de Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade (Vv. 24).

E o Apóstolo Paulo encerra esse capítulo falando sobre a importância do perdão. Ele deixa claro que se a amargura não for substituída pelo perdão, ela aumentará e se tornará cada vez mais destruidora para você e para os outros.

 

CONCLUSÃO:

A nossa verdadeira Identidade em Cristo tem que nos conduzir sobremaneira a uma NOVA maneira de agir em relação a nós mesmos e aos outros. Quando assumimos essa identidade somente para nosso próprio benefício estamos estabelecendo um Evangelho por Merecimento e não pela Graça. Somente quando assumimos essa Nova Identidade em Cristo tanto em ralação a nós mesmos e aos outros seremos capazes de manifestarmos a maturidade que Ele tanto deseja que cheguemos: À MEDIDA DA ESTATURA DA PLENITUDE DE CRISTO!

 

 

 

 

Bp. Sérgio Sintra

Julho/2017

MLP

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb