Terça, 24 de outubro de 2017
"Quando nossa alma começa a gritar por Deus, Ele mesmo cria a situação para nos atrair." Ap Sinomar

COMO SERÁ O ARREBATAMENTO

 INTRODUÇÃO



O que vai acontecer é um tipo de rapto. A Bíblia diz: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Co 15:52).

No verso 51, o Apóstolo declara que isso será um mistério... algo inusitado, inexplicável...

Pela ordem:

·         Quem morreu salvo, em Cristo, ressuscitará primeiro e seus corpos serão incorruptíveis; 

·         Em segundo lugar, os vivos, que são chamados de “vencedores”, em Apocalipse 2 e 3, serão tirados da Terra de maneira surpreendente, “num momento”. A palavra que aparece aqui, no grego, é “átomos” que significa, “sem divisão”. Literalmente essa palavra era usada para denotar uma partícula indizível, devido a sua pequenez.

1. O mistério do Arrebatamento desafia toda inteligência e todo conhecimento humano, científico, filosófico e desafia a física e a metafísica (Leia Atos 1:9).

A mente do “homem natural” não pode compreender esse mistério. O ser humano sempre pergunta: Como? Em 1945 ninguém no mundo conhecia os poderes de uma bomba atômica, com exceção dos cientistas. A Bíblia declara que seremos transformados e transportados para os ares numa fração de tempo tão veloz que será imperceptível para os olhos humanos. Há dez anos atrás, enviar uma foto para outro país, num segundo, seria inimaginável.

2. O Arrebatamento se dará na mesma hora em todos os Continentes da Terra.

As Escrituras declaram que o número dos salvos é um número incontável, de todas as nações, tribos e povos da terra. Leia Apocalipse 7:9-11; todos estão de pé diante do Trono de Deus.

·         Será o evento mais incrível e maravilhoso e transcendental de toda a história humana e universal.

·         Todos os salvos de Apocalipse 2 e 3 serão removidos desta esfera terrena e transportados para a dimensão celestial.

·         Haverá representantes de todas os sete períodos da igreja. Leia os seguintes textos:

- Apocalipse 2:7 (Éfeso) – essa foi a Igreja do primeiro século: Elogiada (Ap 2:2-3) e repreendida (Ap 2:4).

- Apocalipse 2:11 (Esmirna) – Período do segundo e terceiro séculos – Igreja sem defeito, elogiada.

- Apocalipse 2:17 (Pérgamo) – A partir do século XIV, Cristo foi substituído pelo Papa (Ap 2:13): Trono do Satanás.

- Apocalipse 2:26 (Tiatira) – Idade Média – Roma é chamada de Jesabel e Prostituta (Ap 2:20-21).

- Apocalipse 3:5 (Sardes) – Período da Reforma protestante: 1517 até 1700.

- Apocalipse 3:11 e 12 (Filadélfia) – Período de grandes avivamentos – missões: 1700 a 1948.

- Apocalipse 3: 19-21 (Laudicéia) – Último período: Igreja morna, rica, abastada (Ap 3:15-17)

 

O Arrebatamento será, pois, a mais tremenda esperança e bem-aventurança dos salvos.

 

3. É impossível que a Igreja passe pela grande tribulação pelos seguintes motivos:

 

A – A Igreja é o corpo de Cristo, e, sendo Cristo a cabeça da Igreja, é inadmissível aceitar a ideia que Cristo ficará sujeito com o seu corpo ao Anticristo, que governará o mundo durante a grande tribulação (1 Cor 6:15-17): “Vocês não sabem que os seus corpos são membros de Cristo? Tomarei eu os membros de Cristo e os unirei a uma prostituta? De modo nenhum! Vocês não sabem que aquele que se une a uma prostituta é um corpo com ela? Pois, como está escrito: "Os dois serão uma só carne". Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele”.

 

B- Está claro que o juízo não é para filhos de Deus. Leia João 5:24: "Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida.

 

C – Se a Igreja ficasse no mundo durante a grande tribulação, ela seria arrasada pelo Anticristo, mas nesse período Deus promete salvar o seu povo. Leia Daniel 12:1: "Naquela ocasião Miguel, o grande príncipe que protege o seu povo, se levantará. Haverá um tempo de angústia tal como nunca houve desde o início das nações e até então. Mas naquela ocasião o seu povo, todo aquele cujo nome está escrito no livro, será liberto”.

 

Durante todos os períodos de juízo na história, Deus antes livrou o seu povo. Ex: Noé e sua família no dilúvio; Ló e sua família foram salvos antes da destruição de Sodoma (Leia Gênesis 7:1 e 19:15, 16 e 22), etc.

 

“Então o Senhor disse a Noé: "Entre na arca, você e toda a sua família, porque você é o único justo que encontrei nesta geração” (Gênesis 7:1).

 

“Ao raiar do dia, os anjos insistiam com Ló, dizendo: Depressa! Leve daqui sua mulher e suas duas filhas, ou vocês também serão mortos quando a cidade for castigada” (Gn 19:15)





“Tendo ele hesitado, os homens o agarraram pela mão, como também a mulher e as duas filhas, e os tiraram dali à força e os deixaram fora da cidade, porque o Senhor teve misericórdia deles” (Gn 19:16)





“Fuja depressa, porque nada poderei fazer enquanto você não chegar lá". Por isso a cidade foi chamada Zoar” (Gn 19:22).





Obs.: A Igreja não poderia tolerar o domínio e a autoridade satânica do Anticristo. A Igreja jamais se submeteria à besta – haveria um confronto – e a Bíblia não fala de confronto, fala de livramento. Sendo assim, enquanto a Igreja estiver na Terra o Anticristo não poderá atuar. Portanto a Igreja tem que ser arrebatada do mundo para que o Anticristo (também chamado na Bíblia de “Iníquo”), seja manifestado (II Ts 2:7-9).

 

“A verdade é que o mistério da iniquidade já está em ação, restando apenas que seja afastado aquele que agora o detém. Então será revelado o perverso, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá pela manifestação de sua vinda. A vinda desse perverso é segundo a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras” (2 Ts 2:7-9).





Nenhuma passagem das Escrituras nos manda vigiar para esperarmos o Anticristo. Pelo contrário, Cristo nos mandou esperar por Ele. Se houvesse uma tribulação para a Igreja, Paulo então não chamaria o Arrebatamento de bendita esperança (Leia Tito 2:13).

 

“Enquanto aguardamos a bendita esperança: a gloriosa manifestação de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo” (Tt 2:13).

 

Seria uma bendita esperança passar pela ira satânica? Ou por todos os males que sobrevirão ao mundo? Guerra nuclear, fome, guerras biológicas, cataclismos naturais e cósmicos, etc (Fp 3:20-21).

 

- A nossa esperança é o céu: “A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente um Salvador, o Senhor Jesus Cristo.Pelo poder que o capacita a colocar todas as coisas debaixo do seu domínio, ele transformará os nossos corpos humilhados, para serem semelhantes ao seu corpo glorioso” (Fp 3:20-21).

 

Muitos estão dormindo. Cristo voltará para aqueles que o aguardam para a salvação: “Assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez, para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam” (Hb 9:28).

O arrebatamento vai acontecer, pois quando Jesus voltar em toda a sua glória e poder – sua volta visível – todos os santos (alusão à igreja) voltarão com Ele.

Que ele fortaleça os seus corações para serem irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus com todos os seus santos” (I Ts 3:13).

Vocês fugirão pelo meu vale entre os montes, pois ele se estenderá até Azel. Fugirão como fugiram do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então o Senhor, o meu Deus, virá com todos os seus santos” (Zc 14:5).

Todos juntos, de pé para lermos Apocalipse 22:20.

“Aquele que dá testemunho destas coisas diz: "Sim, venho em breve! " Amém. Vem, Senhor Jesus”!

 

Amém! Vem, Senhor Jesus: Maranata!

 

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb