Domingo, 22 de outubro de 2017
"O ouro é testado pelo fogo e os vencedores, pela adversidade" (Ap. Sinomar).

OS SINAIS DOS FINS DOS TEMPOS

 Leitura Bíblica: Mt 24:3-14; Mt 16:3; I Ts 5:4



Mateus 24:3-14 - “No monte das Oliveiras, achava-se Jesus assentado, quando se aproximaram dele os seus discípulos, em particular, e lhe pediram: Dize-nos quando sucederão estas cousas e que sinal haverá da tua vinda e da consumação do século. E ele lhes respondeu: Vede que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo, e enganarão a muitos. E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isto é o princípio das dores. Então, sereis atribulados, e vos matarão. Sereis odiados de todas as nações, por causa do meu nome. Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor se esfriará de quase todos. Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo. E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.”

Mateus 16:3 - “...e, pela manhã: Hoje, haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos?”

I Tessalonicenses 5:4 - “Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa”. 

INTRODUÇÃO

Quando o Senhor Jesus foi assunto aos céus ele prometeu que voltaria. A sua igreja não foi deixada ao acaso. O Senhor reina. Ele estabeleceu um plano para seguirmos como igreja, para pregarmos o evangelho do reino e fazer discípulos de todas as nações. Os sinais são o desenrolar desse plano. São os marcos capazes de dizer que a nossa jornada está próxima do fim.

Por isso precisamos nos colocar em guarda, estarmos atentos. Não deixar que o mundo nos seduza de tal forma que não percebamos os sinais ou, pior ainda, não desejarmos que o Senhor volte. Não há esperanças para nós no mundo. A nossa confiança não é a política, não é o progresso econômico, as tecnologias. Não. A nossa esperança é Cristo.

Muitos são capazes de fazer previsões quanto a se vai chover ou fazer sol, mas não conseguem perceber os sinais dos tempos. Se somos capazes de prever o tempo natural deveríamos muito mais ser aptos para discernir os sinais da volta do Senhor Jesus para os seus. O Senhor nos adverte quanto a isso. Não podemos ser distraídos.

No texto de Mateus vemos que o Senhor Jesus responde aos anseios dos discípulos e lhes mostra alguns sinais que devem ser percebidos por nós. Mas a bíblia como um todo nos orienta para os sinais da volta de Cristo. Vejamos alguns sinais que a Palavra de Deus nos dá.

1 - GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS (Mt 24:6-7)

Embora falemos de paz e vivamos em um mundo em que o esforço pela paz é intenso as guerras e as revoluções são uma constante em nosso planeta. Tivemos uma primeira guerra mundial que ceifou milhões de vidas. Em poucos anos uma nova se alastrou, a segunda mundial, ceifando 77 milhões de pessoas sendo que quase sete milhões só de judeus.

Conhecemos o horror das bombas atômicas em Hiroshima e Nakasaki no Japão ceifando milhares de vidas. O mundo se conturbou entre comunismo e capitalismo, sendo que as revoluções comunistas mataram mais vidas que as grandes guerras. Tivemos choques de fronteiras e revoluções nacionalistas ceifando mais vidas.

E quando pensamos que poderíamos ter paz eis que ressurge guerras religiosas, com o Estado Islâmico ceifando as vidas de cristãos, e o reacender do estopim político que pode gerar mais mortes. São sinais. Precisamos aprender a interpretar os sinais para não sermos pegos de surpresa.

2 - FOMES E TERREMOTOS EM VÁRIOS LUGARES (Mt 24:7)

Desde os Tsunamis que aconteceram na Ásia, passando por furacões, terremotos, vulcões, tufões. Vivemos momentos em que a natureza parece responder às agressões sofridas pelo desenvolvimento econômico que não respeita limites. Temos visto a incidência desses fenômenos numa repetição assustadora.

A escassez de água tem sido outro fator assustador para a humanidade. Vivíamos como se esse recurso jamais viesse a faltar. E hoje, até mesmo o Brasil sofre com secas que destroem lavouras, secam-se reservatórios agravando a fome e a sede de populações inteiras. Esquecemos de dar glória a Deus por termos água e hoje sofremos a sua falta.

As malárias, as pestilências que proliferam ceifando milhões de vidas. A Dengue, Zika, Chikungunya. Pragas que tem desfigurados pessoas. A crise na saúde, a volta de enfermidades que achávamos exterminadas e ei-las de volta. O homem tem deixado de glorificar a Deus, agindo como se fosse o próprio Deus.

Estas conturbações são sinais que nos mostram que este mundo está em convulsão. Que devemos olhar para o alto, pois eles anunciam a volta de Jesus.

3 - A MULTIPLICAÇÃO DA INIQÜIDADE (Mt 24:12)

A iniqüidade é a expressão de uma natureza humana contrária a Deus, contrária à justiça. Vivemos a exacerbação da iniqüidade, a apologia ao pecado. O conceito de que o pecado não existe, que é fruto de uma sociedade cristã repressiva. A pornografia, a fornicação, o adultério, a desonestidade, a violência tem sido apresentados como elementos normais de nossa sociedade.

A corrupção de homens de governo que tem destruído as instituições e roubado de populações que estão à mercê desta prática. A honestidade passou a ser ridicularizada ao ponto do homem honesto ser agredido como sendo um tolo. A luz virou treva, o pudor virou escárnio, o amargo doce e o pecado passou a ser tido como uma virtude.

Vivemos momentos de desesperança, de incertezas que nos levam naturalmente a ver nisso um sinal da volta do nosso Senhor Jesus Cristo. Vivemos em uma sociedade em que a sensualidade impera, uma sexualidade fluida destruindo os padrões de masculino e feminino. Uma sociedade que taxa de homofóbico quem ousar ser contra a homossexualidade. Uma sociedade livre para o aborto sem se deixar envergonhar por isso.

4 - A MULTIPLICAÇÃO DO CONHECIMENTO (Dn 12:4)

Os meios de comunicação, as mídias eletrônicas têm levado o mundo a ser verdadeiramente uma aldeia global. Se observarmos a evolução desse processo veremos que no último século este saber se multiplicou de forma espantosa. Hoje temos, na palma da mão, um aparelho que nos leva a uma infinidade de informações.

Por isso, hoje temos pessoas enfastiadas de informações. Mas essa abundância de conhecimento em lugar de melhorar tem levado o homem a uma arrogância rebelde. A árvore do conhecimento do bem e do mal cresceu dando ao homem o desejo de ser Deus. Este sinal foi dado a Daniel e o vemos acontecer em nossos dias.

Esse saber se multiplicando tem levado o homem a questionar Deus, a igreja, a bíblia, as relações humanas, pois afinal ele lê e sabe de tantas coisas. Mas sorrateiramente tem sido tragado pela rebeldia.

5 - A MULTIPLICAÇÃO DOS FALSOS PROFETAS (Mt 24: 11)

Essa multiplicação do saber leva o homem a se encantar com as filosofias esotéricas da Nova Era. Ali há uma sedução pelo poder que tem as suas fontes no satanismo, mas que seduzem a muitos que querem uma religiosidade sem cruz. É lógico que a maioria não se apresenta como mensageiros de satã, mas como iluminados, portadores de um saber profundo.

Hoje vemos invocações satânicas sendo ensinadas como se fosse simples brincadeiras de crianças. Mas isso prevalece porque há um coração rebelde. O rebelde não reconhece autoridade. Portanto, ele se julga livre para desafiar quem ele quiser.

Há uma profusão enorme de falsos cristos, falsos messias que estão nas igrejas evangélicas, na política, nas artes. Em nossa sociedade se tornou fácil ser líder de uma nova igreja, basta você contrariar uma pessoa e ela prontamente estará aberta para iniciar uma nova igreja, ou criar uma igreja dos que não tem igreja.

6 - A MULTIPLICAÇÃO DA OPERAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO (Jl 2:28-31)

“E acontecerá, depois, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões; até sobre os servos e sobre as servas derramarei o meu Espírito naqueles dias. Mostrarei prodígios no céu e na terra: sangue, fogo e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua, em sangue, antes que venha o grande e terrível Dia do Senhor.”

Este é o lado positivo. Haverá milhares de conversões, uma nova dimensão de poder do Espírito vivenciando experiências sobrenaturais de curas, expulsão de demônios e grandes sinais. O que é de Deus será evidente. Portanto, busque se encher do Espírito Santo.

7 - O RENASCIMENTO DE ISRAEL COMO NAÇÃO (Is 66:8)

“Quem jamais ouviu tal cousa? Quem viu cousa semelhante? Pode, acaso, nascer uma terra num só dia? Ou nasce uma nação de uma só vez? Pois Sião, antes que lhe viessem as dores, deu à luz seus filhos”.

Outro sinal fantástico a ser visto é a nação de Israel. Este é um dos mais reais cumprimentos das escrituras: em 14/05/1948, contra todas as possibilidades, os judeus voltaram a ter uma pátria soberana e independente. Contra todas as expectativas pessimistas, contra o ódio daqueles que não queriam a nação de Israel, o estada judeu passou a existir de forma soberana e independente.

Para Israel convergem as atenções de todo mundo. Israel está no centro das decisões políticas e religiosas.

8 - A IMINÊNCIA DE UM GOVERNO MUNDIAL (Dn 7:23)

“Então, ele disse: O quarto animal será um quarto reino na terra, o qual será diferente de todos os reinos; e devorará toda a terra, e a pisará aos pés, e a fará em pedaços”.

Um outro sinal caminha com a instabilidade política. Haverá uma tendência mundial para se estabelecer um governo único que traga segurança, prosperidade e paz. O homem no mundo procura por um governo que lhe traga esses benefícios não importando se venha de Deus ou do diabo.

Um governo mundial totalitário será a base para que o governo do anticristo se estabeleça e prepare a sua base de aceitação como sendo um messias salvador. Governos totalitários se vêem como salvadores enviados por Deus.

9 - A PREGAÇÃO DO EVANGELHO (Mt 24:14)

“E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim.”

Veremos também nesses dias uma intensificação da pregação do evangelho. A salvação do Senhor Jesus precisa ser liberada como testemunho da sua obra na cruz. Na cruz o Senhor venceu e isso precisa ser testificado. Não estamos entregues à sorte, o Senhor venceu e reina.

CONCLUSÃO

Os sinais não são para nos amedrontar, mas fazer com que nos atiremos nos braços do Senhor. Devemos ter um coração desejoso de ver o nosso redentor. Para o mundo ele é um leão, mas para nos é um cordeiro redentor

Não fique envolvido com o mundo. Está chegando o momento de bradar que o nosso Deus Reina. O meu Rei está voltando.

  

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb