Quarta, 16 de agosto de 2017
"Medimos as pessoas pelo que vemos, mas Deus pesa os espíritos" (Ap. Sinomar).

Palavra 04 - Reacendendo a chama missionária

 4º DIA – 29/12 – QUINTA-FEIRA

MENSAGEM: REACENDENDO A CHAMA MISSIONÁRIA

Referência Bíblica: Marcos 16:15

“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura”.

 

INTRODUÇÃO

 

Esta é uma expressão que ecoa por todo o mundo há dois mil anos. Depois de sua ressurreição, Jesus permaneceu com seus discípulos por quarenta dias (At 1:3); certamente ensinando-os a respeito do reino de Deus e da necessidade de que a pregação do Evangelho fosse levada a todas as pessoas, em todos os lugares (Mc 16:15-18). A ordem de pregar a toda criatura foi a última palavra do Mestre aos seus discípulos antes de ser assunto aos céus (At 1:7-8).

A pregação do Evangelho é, sem dúvida, a maior missão que a Igreja do Senhor tem sobre a terra. Essa tem que ser a vida da Igreja. Essa é a nossa missão!

A obra missionária foi uma chama viva que ardeu no coração da Igreja Apostólica. A igreja primitiva aprendeu desde cedo essa importância e, quando da primeira perseguição que sobreveio, ela não se intimidou (At 8:1-8), mas, com avidez, anunciaram a Palavra por todos os lugares (At 8:4).

1 - A MISSÃO É DE DEUS

Devemos entender que a missão não é nossa, mas de Deus (missio Dei). Um entendimento melhor do que vem a ser “missão” ajuda na compreensão de que nem a Igreja e nem qualquer outro agente humano pode ser considerado o autor ou o portador da missão. Ela é, primordialmente – e em última análise, obra do Deus Trino, criador, redentor e santificador. Este é um ministério do qual a Igreja tem o privilégio de participar, como bem afirma o Apóstolo Paulo em I Coríntios 9:16-17).

Então a missão possui sua origem no coração de Deus. Deus é a fonte de amor que envia (Jo 3:16). Esse é o manancial mais profundo da missão. É impossível penetrar mais fundo; a missão só existe porque Deus resolveu dar o Seu Filho, de forma gratuita, simplesmente por causa do seu amor.

Reconhecer que a missão é de Deus representa um avanço crucial porque mudará o motivo pelo qual a igreja se envolve no trabalho missionário, refugando toda concepção estreita e eclesiocêntrica de missão.

Vemos na missão a participação da Trindade

- Deus Pai é a fonte da missão, porque dele procede a missão;

- Deus Filho, o realizador da missão. Ele foi o primeiro a ser enviado ao mundo para trazer a mensagem do evangelho (Jo 3:16);

- Deus Espírito Santo, sendo a força motriz da missão (At 1: 8). É aquele que capacita e ao mesmo tempo opera no coração do homem para que possa atender ao chamado da salvação (Jo 16:8).

2 - UMA MISSÃO PARA TODOS OS DISCÍPULOS

O Senhor, através de sua Palavra, deixou uma grande missão para os seus discípulos, e, consequentemente também, para todos aqueles que viriam a crer no seu Nome. À Igreja do Senhor cumpre obedecer e assim se dispor a levar o Evangelho a todos os lugares. Esta ordem é a Grande Comissão (Mc 16:15).

Uma interpretação teológica do texto de Mateus 28:18-20, nos leva ao entendimento de que a chamada “grande comissão” foi dada a todos os discípulos de todos os tempos e de todas as épocas. A expressão fazer discípulos é, de fato, o imperativo do texto e implica em uma ação ativa que nos leva à missão. Isso significa que é impossível alguém estar no “Corpo”, mas fora da “Missão”. Na Igreja de Deus não há espaço para espectadores.

A pregação do Evangelho representa para o cristão, não uma obrigação, mas, um privilégio, que até mesmo os anjos anelam perscrutá-la.  Somos, por isto, bem-aventurados pelo Senhor, pois somos os pregoeiros da mensagem de salvação (I Pe 1:12).

Concluímos, então, que o Senhor confiou a nós o que podemos chamar de a maior missão existente sobre a terra, nada a sobrepuja. Somos participantes do grande projeto de Deus, que é a salvação de todas as pessoas. Antes de ser assunto aos céus, a “grande comissão” foi uma das últimas orientações que o Senhor deixou aos seus discípulos e à sua igreja. Nossa missão é ir, pregar e fazer discípulos em todos os lugares da terra, conforme vemos no Evangelho de Mateus 28:18-20. Deus nos deu o exemplo ao confiar ao seu Filho Jesus a missão de vir a este mundo e lançar a semente da salvação. Da mesma forma Ele nos delegou a missão de semear esta palavra em todos os lugares. Este evangelho é poderoso para transformar a vida de todas as pessoas, dando-lhes a perspectiva de uma vida futura com Deus nos céus e ainda neste mundo dar a força para vencê-lo e gozar de suas bênçãos espirituais e materiais.

3 - NÃO PODEMOS DEIXAR QUE A CHAMA MISSIONÁRIA SE APAGUE

O Apóstolo João diz que somos de Deus e que o mundo todo jaz no maligno (I Jo 5:19). A pergunta que se faz é: o que temos feito para levar o Evangelho às pessoas para que esta situação seja mudada? A Igreja tem deixado que esta chama se apague?

Hoje vemos o povo cristão e, em particular, as igrejas evangélicas preocupadas com o ter, com o ganhar e com o conquistar, se esquecendo de dar. Paulo nos diz que aquilo que temos ouvido devemos transmitir a outros (II Tm 2:2). O mundo precisa de Cristo, o mundo precisa daqueles que se dispõem a levar este Evangelho a todos os lugares. A história da Igreja está cheia de homens e mulheres que apesar das dificuldades, não mediram esforços para levar o Evangelho a outros povos. Morreram, deram as suas vidas, mas cumpriram o chamado de Deus em suas vidas, não deixando que a chama missionária se apagasse.

CONCLUSÃO

O Ministério Luz para os Povos nasceu com esta visão. Desde os seus primeiros dias até hoje temos pautado nosso trabalho na evangelização das pessoas. Mesmo com muitas dificuldades a semente do Evangelho tem sido semeada e hoje temos colhido os frutos. Porém, sabemos que esta chama não pode ser apagada de nossos corações. Uma Igreja sem esta visão, com certeza é uma Igreja que tem negado o seu chamado. Um crente não pode deixar que os problemas deste mundo ou até mesmo as coisas boas que ele nos oferece, se coloquem como obstáculo à conquista daquilo que é o mais importante: a evangelização de todos os povos. Com certeza somos luz para os povos.

Um dia chegaremos nos céus e ouviremos da boca do Senhor estas palavras: “Servo bom e fiel; sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu Senhor” (Mt 25:21).

MINISTRAÇÃO

Levantar um clamor a Deus para que haja um despertamento missionário no coração de cada pessoa:

- Orar pelas nações onde os cristãos estão sendo mortos por causa do testemunho de Cristo

- Orar pelos nossos campos missionários: Igrejas da Europa, África, América do Sul e outras em estado embrionário

- Orar com aqueles que desejam se envolver com a obra missionária

Edward Caldeira

ATO PROFÉTICO – 4º DIA

Sugestão:

- Na adoração usar roupas típicas de cada Região do Brasil.

- Colocar, nesse dia, uma rede de pesca como decoração para realização do ato profético.

- Providenciar um grande mapa do Brasil e bandeiras do seu Estado e da sua Cidade.

Após a Palavra: Apresentar teatro ou coreografia falando de Missões Nacionais: Judéia (Goiás) Samaria (Brasil). Músicas que falem de colheita abundante. A elaboração fica a cargo da igreja local.

Ato profético do dia

Usar o exemplo da rede de pesca, declarando que nossa colheita de almas será abundante, que teremos milhares de conversões em todas as Igrejas do Estado e do Brasil. A rede de pesca tem o significado de colheita rápida e abundante.

- Orar com o mapa do Brasil e as bandeiras do seu Estado e Cidade.

- Orar pela abertura de novas igrejas do MLP no Brasil.

- Orar para que novos pastores sejam levantados com disposição de serem enviados.

- Orar por portas abertas para o MLP nos estados onde ainda não possuímos igrejas.       

- Encerrar orando por todas as localidades onde o MLP está representado no Brasil: Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Ceará, Pernambuco, Alagoas, Paraíba, Maranhão, Piauí, Pará, Tocantins e Amapá.

Desafio aos Bispos e Pastores: Cada igreja deverá abrir uma nova Igreja no ano de 2017.

 

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb