Domingo, 22 de outubro de 2017
"Somos muito prontos para criticar e tardios para adorar" (Ap. Sinomar).

ATIVANDO O PODER E OS FRUTOS DO ESPÍRITO

 João 14:15-17,26.

O ano de 2016, segundo os profetas, é o Ano do Espirito Santo. Dentro deste mover que estamos vivendo da Pessoa do Espirito, o tema das palavras do mês passado foi o“Amoro dom supremo”, neste período Deus nos deu dois fundamentos que são: Amor e Unidade.

Começamos este mês esperando direção do Apostolo Sinomar, que já havia comentado que este mês seria as Bem-aventuranças, mas, seguindo a direção de Deus, Ele decidiu falar durante o mês de Agosto da “Pessoa do Espírito Santo.”

A base da atuação de Deus tanto no Velho Testamento quanto no Novo Testamento, é o “Amor”. O Senhor tem amado a humanidade e se dado por ela. Quando Jesus prometeu que enviaria o Consolador, primeiramente Ele diz: “Se amamos, obedecemos e guardamos os mandamentos...”

O texto que lemos deixa claro que: O Espírito Santo, o Espírito da verdade,  não pode e não será reconhecido pelo mundo, ou pelas pessoas, que não possuem entendimento a respeito da Pessoa de Jesus.

Deus sempre se revelou ao homem desde a criação até os dias de hoje; ninguém pode dizer que conhece ou sabe tudo sobre Deus, sempre teremos algo novo a aprender.Por todo o processo dessa revelação Deus preparou o Caminho para revelar Jesus como Salvador. Após a morte e ressurreição de Jesus, Ele traz e introduz aos homens a dispensação do Espírito Santo.

No Velho Testamento, O Pai falava. Era assim que ele se revelava: El Elion, El Elhoin, o Altissimo. Para Abraão Ele se revelou como El Shaday e assim por diante. Deus falava aos homens, comunicava sua vontade, trazia direção, mas não habitava dentro do homem.

Na plenitude dos tempos Ele trouxe a Jesus, nascido de mulher e se chamou Emanuel, que significa; “aquele que está entre nós, que anda no meio de nós – Deus conosco.” No Livro de Atos há o derramar do Espírito Santo; foi ali que aconteceu o início da atuação do Espírito Santo em toda a terra, na vida das pessoas e na igreja.

A unidade entre Pai, Filho e Espírito Santo, é tamanha que são uma única pessoa, um único Deus. Nos tempos de hoje, na Igreja, o nosso relacionamento é com o Espirito Santo que habita dentro de nós. A unidade ente Eles é tamanha, que quem habita dentro de Nós é o PAI, O FILHO E ESPÍRITO SANTO.

1 – Quando recebemos a Jesus como Senhor e Salvador, O Espírito vem morar dentro de nós e se torna um com o nosso Espírito.

Este é o maior milagre da recriação, de transformação que Deus fez para toda a humanidade, para quem recebe a Jesus e se torna Filho de Deus. João 1:12.

 

2 - Normalmente falamos do Seu poder, da unção, mas vai além disso, não temos como falar do Espírito Santo sem falar de dons e fruto do Espírito.

lOs Dons do Espírito Santo (I Co 12:6-11). É o Espirito que concede dons aos homens para equipar a noiva, a igreja do Senhor.Estes dons são ornamentos, adornos e ferramentas.

• Dom é um presente de Deus. É a manifestação do poder de Deus. • Há uma diferença entre dons espirituais e naturais. • Eles se classificam da seguinte forma: 

A –DONS DE REVELAÇÃO  • Sabedoria • Palavra de ciência • Discernimento de espíritos.

B – DONS DE PODER • Fé • Cura • Milagres.

C –DONS DE EXPRESSÃO VOCAL - PALAVRA • Profecia • Falar em línguas • Interpretação.

Não há como realizar a obra de Deus sem o poder do Espírito Santo. Ninguém tem demais, e ninguém tem falta de nada. Deus dá a medida que a pessoa busca ou anseia pela presença de Deus.

O fruto do Espírito contrapõe-se à obra da carne;limpa e da sabedoria para que se abandone o comportamento carnal. Comportamentos aprendidos que vieram dentro da estrutura religiosa, familiar, mundana e rebelde, etc.

lO Fruto do Espírito Santo(Gl 5:22).

O fruto é a obra interna que o Espírito Santo faz na vida de uma pessoa.É o colocar, o implantar o caráter de Cristo em nós.Ele nos faz mais parecidos com Cristo. O agir do Espírito Santo em nós gera unção.  É resultado de uma vida diante de Deus e de se deixar transformar por Ele. Eles se classificam da seguinte forma:

A -  Fruto Interno • Amor (I Co 13) • Gozo • Paz 

B -  Fruto para outros • Paciência • Bondade • Benignidade  

C - Fruto para Deus • Fé  • Mansidão • Temperança

 

3 –O Espírito Santo possui todo o poder

É na pessoa do Espírito Santo que está todo o poder e vida; poder de vida e ressureição, que traz os sinais e milagres. É o Espírito Santo que dá vida em todos os níveis.

É este Espírito Santo que nos capacita para a obra do Ministério, dentro do nosso chamado. Deus não nos trata como uma massa uniforme, respeita as nossas diferenças, como as nossas impressões digitais.Somos diferentes uns dos outros. Assim sendo, Ele nos trata como pessoas individuais, singulares.

Hoje, neste novo tempo, percebemos dons diferenciados, como códigos que o Senhor libera - não tem como um homem natural entender as coisas espirituais, pois lhe são loucuras. Todos precisam do Espirito Santo, e terintimidade euma experiência pessoal com Ele.

 

4 – O Espírito Santo é quem coloca ordem no caos que vivemos.,

A presença e unção do Espírito em nós, retira de nós a confusão, a desordem e da direção. Ele abre caminhos onde eles não existem. Mas, acima de tudo, o mais importante, Ele nos concede SABEDORIA.

Não temos sabedoria em nós, só temos sabedoria humana e esta não tem nada de Deus, é conhecimento. Mas Ele coloca ordem em todas as áreas de nossas vidas. Basta querer ter intimidade com Ele e desejá-lo ardentemente.

5 - O Espírito Santo é visível na vida de quem tem intimidade com Ele. At. 4:13

 Quando um homem ou mulher possui um relacionamento com o Espírito Santo, isso é visível, no seu falar, no temperamento, na sabedoria que a pessoa demostra e nos problemas que ele se envolve. Todos veem a vida de Deus em alguém que possui intimidade e relacionamento com Ele. O texto diz: “... Eles reconheceram que eles estiveram com Jesus...”

Conclusão:

Dons são um presentes que Deus nos dá, para cada um e são irrevogáveis. Dons sem caráter, sem o fruto do Espirito, gera confusão dentro da Igreja. Muitas receberam um dom, mas por ter um caráter defeituoso, ou até mesmo o temperamento não controlado, torna-se confusão.Antes do dom é importante ter caráter.

O Espírito Santo é chamado de doce, companheiro amigo e Consolador.Como você tem agido em relação aos dons do Espírito Santo? O homem natural não conhece as coisas do Espirito e o homem espiritual pode julgar e não é julgado por ninguém.

Se você não andar no Espírito, não poderá conhece-lo. Cuidado com a Blasfemia, o Espirito entristece. Da mesma maneira que os dons sem o caráter traz confusão, o imaturo, natural, religioso, julga o Espirito Santo por não conhece-lo. Oseias 4:6 –“O meu povo é destruído por falta de conhecimento...”

Lc. 11:11-13 – Deus dá o melhor para quem busca...

Obs* - Fazer primeiramente apelo para conversão.

- Ministrar arrependimento por rejeitar a obra do Espírito.

- Buscar a presença e intimidade com o Espirito Santo.

Sugestão de músicas: - Quero descer – Raquel Melo e Nani Azevedo – Batiza-me Fernandinho.

O Espírito é maravilhoso é Ele quem convence o homem do pecado da Justiça, neste tempo de conquista não vamos conseguir sembuscar e querer a pessoa do Espirito.

 

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb