Quarta, 13 de dezembro de 2017
"Aquele que vê a mão de Deus em todas as coisas, deve deixar todas as coisas nas mãos de Deus".

PALAVRAS QUE PRODUZEM BONS FRUTOS

 

Abençoar e amaldiçoar são práticas utilizadas pelos homens desde a antiguidade. As recomendações feitas pelo Senhor são inúmeras quanto ao falar, pois as palavras podem gerar vida ou morte. A bíblia diz: “Abençoai, e não amaldiçoeis: (Rm 12:14)

  A língua é fonte de grandes bênçãos, mas , como já vimos, pode também disseminar uma infinidade de males. E, para o domínio verdadeiro deste órgão tão pequeno, é preciso uma vida de santidade, vigilância e sabedoria. Não podemos permitir que nossa boca seja instrumento de propagação de intrigas, invejas, fofocas, mentiras e tantos outros males., que ferem o coração de Deus e destroem nossa comunhão com Ele e com nossos semelhantes.

  Quando perdemos de vista a orientação divina – seja nos momentos de ira ou descontração – nossa língua pode se transformar em um instrumento para o mal e, mesmo sem perceber , podemos proferir palavras amaldiçoadoras. Portanto, é preciso um cuidado redobrado com as palavras e com seus significados, principalmente com expressões que denotam maldição. Afinal, é bom lembrarmos que haveremos de prestar contas a Deus de todas as nossas palavras (MT 12: 36-37). Tudo o que é dito neste mundo está registrado nos céus.

  Há pessoas que estão sempre comentando sobre coisas fúteis, mas nunca falam sobre assuntos que possam verdadeiramente edificar. Quantas pessoas não sabem falar e calar na hora certa. Em um relacionamento conjugal, por exemplo, as piores brigas acontecem porque os cônjuges não sabem controlar a boca.

  Precisamos pedir a Deus que nos ensine a guardar os nossos lábios. “Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; vigia a porta dos meus lábios” (Sl 141:3).

  Lembro-me com alegria de todas as palavras e incentivos dos meus pais, amigos e lideres que Deus colocou em minha vida. Isso me fez perceber que, assim como as criticas, as palavras de carinho, coragem e ânimo também ficam guardadas em nossa memória. E o melhor: essas palavras, por mais antigas que sejam, podem continuar nos dando forças para vencer por toda a vida.

  Infelizmente, muitas pessoas agem erradamente. Com a boca, elas praguejam. Mas a mulher do fluxo de sangue usou sua língua para profetizar vida e saúde sobre sua cabeça. Nossa boca foi criada por Deus como um instrumento para profetizar as suas bênçãos. Há poder em nossas palavras, sim, e tudo que com confiança pronunciamos, isso vai se materializar. Quando a língua profetiza a vitória, até mesmo o mais difícil dos sonhos pode se tornar realidade. Palavras pronunciadas com fé repercutem no reúno espiritual e o que desenhamos se cristaliza no reino físico.

  Nossa família pode ser um celeiro de bênçãos se passarmos a proferir palavras de vitória sobre nossos filhos, nossos pais, nossos cônjuges. Um simples elogio, ou palavra de carinho, pode fazer brotar o fruto do amor, do perdão e da superação.

  Conheço uma moça que sofreu demasiadamente com seu primeiro namorado, que a maltratava sem piedade. Alem de agredi-la fisicamente, ele a amaldiçoava com os lábios. O ciúme e a malignidade não deixavam aquele homem enxergar alem de sua própria ignorância.

  Apesar de abatida por tamanho desgosto, a família dessa moça jamais a desamparou. Mesmo nos momentos de lágrimas, seus pais sempre foram abençoadores.  Ao vê-la chorar, eles diziam: “Filha, você vai vencer, temos certeza de que você será uma grande mulher; você vai se formar e ser uma grande profissional; não desanime, não desista, tudo vai passar”. Até mesmo em um dos momentos mais tensos da vida daquela jovem, quando ela decidiu contar ao pai sobre sua gravidez, as palavras dele a surpreenderam. Ela esperava que seu pai fosse condená-la ou julgá-la por aquele erro. Mas ele fez o contrário. Ele a abraçou e disse: “não temas, minha filha. Essa criança será uma bênção em nossas vidas, vai alegrar e unir nossa família”.

  Depois disso, essa jovem ainda permaneceu algum tempo ao lado daquele rapaz – tinha medo e vivia sob constantes ameaças. Porém, Deus tinha outros planos para ela. Como num sopro santo, o Senhor fez uma reviravolta naquela vida e arrebentou todas algemas Malignas que aprisionavam aquela jovem. Atualmente ela está feliz, seu filho é um verdadeiro pequeno varão de Deus, seu trabalho a satisfaz e ela pode viver a liberdade do Espírito Santo. Ainda hoje ela afirma que as palavras de encorajamento e força de sua família foram fundamentais para a transformação de sua vida.

  Esse é apenas um exemplo do que a língua pode provocar. É maravilhoso podermos usar esse órgão para abençoas alguém. Por isso, caro leitor, fala bem de seus filhos, de seu cônjuge, do seu discípulo, do seu líder. O que temos escutado pode contaminar ou nos abençoar.

  Não domos chamados para ouvir qualquer coisa. Nossos ouvidos precisam estar sensíveis à voz do Espírito Santo, pois assim não cometeremos erros. A fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus. Não fomos chamados para ouvir relatórios negativos, mas para ouvir as estratégias do coração de Deus para nossas vidas.

  Devemos fugir de pessoas negativas, amarguradas, egoístas, iracundas e faladoras. Devemos usar nossas palavras como sementes de vida que vão germinar, todas elas, no quintal da nossa própria existência.







(Trexo do livro "Murmuradores") 

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb