Domingo, 22 de outubro de 2017
"A adoração que mais impressiona a Deus, às vezes, vem sem palavras" (Ap. Sinomar).

JEJUM

TEXTO: Is. 58:1-12.

Objetivo: Compreender que quando oramos e jejuamos por motivos corretos e em favor de outros, nós também receberemos bênçãos.

Contexto

Hoje em dia podemos ver muitas pessoas vivendo uma vida cristã desta maneira - jejuando sem propósito - violando a vontade de Deus.

Há necessidade de nos arrependermos dessas atitudes. (v. 1)

Vivemos muitas vezes uma vida de aparência (religiosidade), mas Deus nos chama nestes dias para vivermos uma vida justa. (Ef.2:8-10).

O Senhor nos ensina que o  jejuar de forma externa, sem ter um coração arrependido, só produz irritação, cansaço e não nos prepara para a comunhão com Ele. (v.4).

O jejum deve ser acompanhado de oração (Dn. 9:3), confissão de pecados (Ne. 9:1,2), lamentação (Jl. 2:12) e  humilhação (Dt. 9:18).

A motivação correta para jejuar  não é  voltada para os nossos próprios interesses. (v. 6-7).

Podemos ver na Palavra pessoas que observaram os mandamentos de Deus e  foram atendidas mediante o jejum (Ester, Daniel etc.). Colocaram-se numa causa justa e alcançaram a vitória pedindo em favor dos outros. Quando nos colocamos como estas pessoas, ouvindo e cumprindo a vontade de Deus, alcançaremos as promessas (v. 8-12). 

Conclusão: Nestes dias Deus está nos chamando para sermos reparadores de brechas (v. 12) e conquistarmos esta nação.

Aplicação: Para conseguirmos isto, precisamos nos levantar com jejum e oração mas com motivação correta. 

 

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb