Sábado, 24 de junho de 2017
"Aquele que vê a mão de Deus em todas as coisas, deve deixar todas as coisas nas mãos de Deus".

A GRAÇA E A RESPONSABILIDADE DE ESTAR NA PRESENÇA DE DEUS

 I - Introdução.































Estamos em um período de tomar posse das promessas de Deus, de tomar de volta aquilo que o diabo nos roubou ao longo dos anos. Passamos por muitas batalhas, situações de grande perigo, mas cientes de que o Senhor tem planos para nós e eles virão à existência.

Este texto de 1Rs sobre a vida de Salomão nos trás à memória algo de muito profundo que se aplica ao nosso viver diário. Salomão, aqui, tipifica o viver pleno da igreja e a sua repercussão sobre os outros povos. Temos uma responsabilidade de viver e mostrar esta graça de Deus em nossas vidas.

Os povos verão a magnificência de ser contado como da igreja e isto atrairá multidões a Cristo. Há uma graça especial em ser de Cristo. Há uma honra em ser líder na casa do Senhor, de ser boca de Deus. Mas para que isto aconteça exige-se uma postura que devemos ter; uma responsabilidade.

II - Desenvolvimento.

    1 - A Responsabilidade de Fazer Ouvir Sobre Jesus Cristo. 

1Rs 10: 1. 

1 – “Tendo a rainha de Sabá ouvido a fama de Salomão, com respeito ao nome do SENHOR, veio prová-lo com perguntas difíceis.”

A rainha de Sabá ouviu falar de Salomão e veio prová-lo com perguntas difíceis. Provavelmente a fama de Salomão chegou até ela através dos mercadores que falavam o quanto este reino e o seu rei eram maravilhosos. Isto despertou nela um desejo de conhecer a Salomão.

Cristo será visto por todos os povos por aquilo que somos. É quando vivemos a nossa fé na íntegra que despertaremos fé em outras pessoas. Na oração do Senhor Jesus ele suplica ao Pai por nós, dizendo que é o nosso viver de unidade que mostrará que somos seus discípulos.

Assim também mostramos que conhecemos a Deus quando amamos ao nosso próximo. Para o mundo existem perguntas que lhe são difíceis. Não há respostas para elas e, aparentemente, não há quem possa responder. A rainha de Sabá tinha perguntas difíceis, mas ela creu que Salomão poderia responder a todas.

Devemos viver como igreja de tal forma que desperte o interesse nas pessoas do mundo pelo Senhor Jesus Cristo. As pessoas precisam ver na igreja um local de resposta para as suas perguntas difíceis. Como precisamos da graça de Deus para que isto aconteça.

2 - A Responsabilidade de Trazer Resposta Àquele que Clama. 

1Rs 10: 2-3. 

2 – “Chegou a Jerusalém com mui grande comitiva; com camelos carregados de especiarias, e muitíssimo ouro, e pedras preciosas; compareceu perante Salomão e lhe expôs tudo quanto trazia em sua mente.”

3 – “Salomão lhe deu resposta a todas as perguntas, e nada lhe houve profundo demais que não pudesse explicar.”

A rainha de Sabá se coloca diante de Salomão e lhe expõe tudo o que está em sua mente. Salomão lhe dá resposta a tudo em que é argüido, nada sendo profundo demais para que não respondesse. Tudo o que ela ouviu sobre Salomão é constatado por ela como verídico.

Há milhares de pessoas com várias perguntas em seus corações e que já ouviram falar de um povo, a igreja, em que Deus fala através deles. Quando o Senhor realiza os seus sinais e maravilhas logo isso se espalha pelas multidões que querem respostas.

Isto é responsabilidade nossa, não fazemos o Senhor conhecido, como somos usados por ele para trazer a resposta àquele que busca. O Cristão deve ser uma pessoa de resposta. Não estamos aqui para apenas ser salvo, mas para responder a um mundo carente de Deus, da vida de Deus.

Isto nos faz ter um compromisso maior em oração, em ler a Palavra. Compromisso com um viver a vida comum da igreja. Deus não fala a pecadores, a pessoas que não tem compromisso, mas àquele que o busca em verdade e em espírito. Somente cheios do Espírito Santo de Deus podemos ter respostas a tudo.

3 - A Graça de se Viver na Presença do Rei.

1Rs 10: 4 – 9.

4 – “Vendo, pois, a rainha de Sabá toda a sabedoria de Salomão, e a casa que edificara,”

5 – “e a comida da sua mesa, e o lugar dos seus oficiais, e o serviço dos seus criados, e os trajes deles, e seus copeiros, e o holocausto que oferecia na Casa do SENHOR, ficou como fora de si”

6 – “e disse ao rei: Foi verdade a palavra que a teu respeito ouvi na minha terra e a respeito da tua sabedoria.”

7 – “Eu, contudo, não cria naquelas palavras, até que vim e vi com os meus próprios olhos. Eis que não me contaram a metade: sobrepujas em sabedoria e prosperidade a fama que ouvi.”

8 – “Felizes os teus homens, felizes estes teus servos, que estão sempre diante de ti e que ouvem a tua sabedoria!”

9 – “Bendito seja o SENHOR, teu Deus, que se agradou de ti para te colocar no trono de Israel; é porque o SENHOR ama a Israel para sempre, que te constituiu rei, para executares juízo e justiça.”

Depois de ter as suas respostas, a rainha de Sabá se maravilha com o esplendor do reino de Salomão e como eram felizes os que viviam em sua presença. O governo de Salomão é um tipo do governo milenar e do governo da igreja. Às vezes é necessário que alguém de fora venha para nos despertar para esta realidade.

Eu me lembro da minha conversão: as cortinas, o esplendor das luzes, a beleza das músicas, o amor das pessoas. Como eram felizes aquelas pessoas e como tinham respostas para os meus questionamentos. Aquilo me maravilhava e tem maravilhado ao longo dos anos.

Jesus Cristo sempre excede o que ouvimos dele, ele é muito maior e mais excelente ainda. Isto é gracioso, poder desfrutar em todos os momentos daquilo que Cristo é. Deus é muito bom. Como é bom saber que pertencemos a ele. Sou filho daquele que é o Senhor de todo o universo. Isto é a graça maravilhosa de Deus.

Não pense que aquilo que você não tem é o melhor. Não se deixe esfriar pelo pecado, pela procrastinação. O melhor é aquilo que o Senhor nos dá em Cristo Jesus.

4 - A Graça de Ser Deste Rei. 1Rs 10: 10.

10 – “Deu ela ao rei cento e vinte talentos de ouro, e muitíssimas especiarias, e pedras preciosas; nunca mais veio especiaria em tanta abundância, como a que a rainha de Sabá ofereceu ao rei Salomão.”

A rainha de Sabá se rende a Salomão e lhe entrega os seus tesouros preciosos. Somos cativados por aqueles que nos conquistam. A rainha de Sabá oferta o que é de mais valioso a Salomão.

Quando, dentro em nosso espírito, brilha a luz de Deus e vemos a Jesus, nos rendemos a ele. Entregamos a ele o nosso tesouro precioso que é a nossa vida. Rendemos-nos àquilo que ele é, passamos a pertencer voluntariamente ao Senhor Jesus Cristo.

Consagrar-se ao Senhor Jesus é saber que toda a terra se encherá do conhecimento de Deus assim como as águas cobrem o mar. É saber que ele é maravilhoso e não existe vida fora dele. O reino de Sabá era rico, mas a sua rainha descobre quem é mais digno para cuidar de sua riqueza.

Fazemos células porque Jesus é digno. Fazemos encontros porque Jesus é digno. Fazemos discípulos porque Jesus é digno. Não há outro que mereça receber a nossa adoração, só o Senhor Jesus.

5 - A Graça de Edificar a Casa do Senhor. 1Rs 10: 11 – 12.

11 – “Também as naus de Hirão, que de Ofir transportavam ouro, traziam de lá grande quantidade de madeira de sândalo e pedras preciosas.”

12 – “Desta madeira de sândalo, fez o rei balaústres para a Casa do SENHOR e para a casa real, como também harpas e alaúdes para os cantores; tal madeira nunca se havia trazido para ali, nem se viu mais semelhante madeira até ao dia de hoje.”

A preocupação principal de um líder é edificar a Casa do Senhor. Salomão  separa o que de mais precioso para a edificação da Casa do Senhor. Aquilo que havia de mais precioso foi para a Casa do Senhor: Ouro, sândalo e pedras preciosas.

Talvez não entendamos bem este aspecto da graça de Deus: edificar a Casa do Senhor que é a igreja. Ao mostrarmos Cristo ao mundo a nossa preocupação primordial é edificar o corpo de Cristo, a igreja. Não estamos aqui para cumprir a nossa vontade, mas a vontade daquele que nos cativou.

Somos instrumentos nas mãos do Grande Rei. Ele constrói com ouro. A igreja resplandece a glória de Cristo, não é a glória humana. As pedras preciosas apontam para os dons que o Espírito libera para a edificação do corpo, para fazer Cristo conhecido. E a madeira de sândalo que aponta para a natureza humana.

O sândalo é amarelo quando cortado, mas com o tempo assume uma coloração marrom escuro. Quando seca não se racha, é de fácil tratamento e fumega com facilidade. É uma madeira dura e resistente a insetos e fungos. Dela se extrai óleo e incenso. Só podemos ter esta característica quando a cruz de Cristo opera em nós.

III - Conclusão: Salomão Mostra a Generosidade Real. 1Rs 10: 13.

13 – “O rei Salomão deu à rainha de Sabá tudo quanto ela desejou e pediu, afora tudo o que lhe deu por sua generosidade real. Assim, voltou e se foi para a sua terra, com os seus servos.”

Cristo é poderoso para nos dar infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos. Salomão expressa o caráter do rei Jesus. Nunca o Senhor ficará devedor a nós. Ele é poderoso para superabundar em nós as suas bênçãos. Este é o seu caráter.  

© 2010 - Todos os direitos reservados Ministério Apostólico Luz para os Povos
www.luzparaospovos.org.br   webdesigner: cristiano souza   sistema: coweb